Esse artigo foi publicado em 2016 e em 2017, e mais uma vez gostaria de reproduzi-lo e de pedir três minutos de seu tempo (não é nem cinco)...

.